A experiência de Hawthorne

A experiência de Hawthorne

Experiência realizada nos EUA, nos anos 1927 a 1933. pesquisadores da universidade de Harvard foram contratados pela fábrica Westem Eletric (fornecedora de materiais para sistema telefônico). Estudo foi feito para observar se as variações na iluminação teriam algum efeito sobre os trabalhadores. A escola das relações humanas nasceu porque o projeto começou a apresentar resultados estranhos:

  • Aumento na luz (produção aumentou);
  • Baixava a luz (produção aumentou);
  • Ofereciam benefícios: lanches, intervalos de descanso (produção continuava aumentando);
  • Tiraram todos os benefícios e o mais impressionante é que a produção continuou a subir.
Os pesquisadores somente conseguiram demostrar que não havia nenhuma correlação simples entre os fatores manipulados e o produtivo. Foi ai que chamou Elton Mayo, australiano para explicar tal fato:

A Escola das Relações Humanas

Após uma série de estudos  entrevistas Mayo chegou as seguintes conclusões:
A qualidade do tratamento dispensada pela gerencia aos trabalhadores influencia firmemente eu desempenho. Bom tratamento, bom desempenho;


Se o grupo resolver ser leal à administração,o resultado é positivo para empresa. O resultado é negativo para empresa quando a empresa resolve atender seus próprios interesses;


Os supervisores devem fazer o papel de não capatazes, mas de intermediários entre os grupos e a administração superior.

Evolução da Escola Clássica

A escola Neoclássica foi o conjunto de teorias que evoluíram da Escola Clássica de Taylor, Fayol e Ford. foi designado o conceito de administração se referindo ao processo e permitindo classificar outros conceitos, técnicas dentro das funções, planejamento, organização, etc. 

Inovação da Grande Corporação

Ford extremamente bem sucedido na linha de montagem e das estratégias de suprimento, mas não preocupou com a estrutura organizacional, atividades em gerais e sistemas de marketing. duas empresas (Du Pont e GM) se preocuparam com esses problemas o qual gerou o modelo de grande corporação que domina o cenário dos negócios desde o século XX desenvolvidas por Pierre du Pont e Alfred Sloan.


A companhia Du Pont procurou ampliar os conceitos de Tylor, buscando desenvolver uma forma de medir o desempenho global da empresa e não apenas a eficiência fabril. A mesma procurou a reestruturar desenvolvendo técnicas de Administração Financeiras e Previsão de Vendas. Criou o conceito de Retorno de Investimentos e tinha a pratica de Desenvolvimento de Executivos.


Piere du Pont em 1914 comprou ações da desorganizada GM e em 1920 se tornou o executivo principal (Presidente) para salvá-la da falência. Em 1923 Piere du Pont se tornou presidente do concelho dos acionistas e Alfred Sloan executivo principal. Alfred deveria resolver dois problemas críticos, para superar Ford e ter sucesso:

  • Em primeiro lugar, era preciso profissionalizar a Administração;
  • Em segundo lugar, era preciso modificar o produto básico da Ford, para que se pudesse servir a "qualquer bolso e propósito";
  • Slon criou divisões descentralizadas e transformou-as em centros de lucros, cada uma produzia carros ou componentes (baterias, caixas de direção,etc.) e eram administrados "com base nos números" pelo quartel-general.

Evolução do Processo Administrativo

Henry Fayol 1911 - planejamento, organização, comando, coordenação e controle;
Luther Gulick 1937 - planejamento (planning), organização (organizing),  alocação das pessoas (staffing), direção (directing), coordenação (coordinating), informação e controle (reporting) e orçamentação (subeting). POSDCORB;

Autores americanos da década de 60 em diante - planejamento, organização, liderança e controle.

0 comentários:

Leia também

 

Copyright © De Tudo e Mais Um Pouco! Design by O Pregador | Blogger Theme by Blogger Template de luxo | Powered by Blogger