Panorama histórico - Taylor e a administração cientifica

Teorias da Administração

Panorama histórico - Taylor e a administração cientifica

Da publicidade de O Príncipe,  em 1513, até o início do século XX há um intervalo de quase 400 anos. Muitas coisas aconteceram nesse período no que se diz respeito à administração, principalmente o início da Revolução Industrial em meados do século XVIII.

No início do século XX foi um momento de grandes transformações tecnológicos, econômicas e sociais. Foi a época em que surgiram e cresceram empresas para fornecer em grandes quantidades os novos produtos que haviam sido criados e que as pessoas desejavam: automóveis, lâmpadas elétricas, cinemas, telefones, etc.

Nos EUA e EUROPA acontece uma grande expansão das empresas a respeito dos seus produtos e serviços. Aparece a necessidade de estudar as formas de lidar com enormes quantidade de recursos. Procurou-se observar as questões de eficiência  dos processos de fabricação.

Taylor foi o líder que conseguiu montar um conjunto de princípios e técnicas a tratar da eficiência criando o Movimento Administração Cientifica. O movimento da Administração Cientifica  ocorreu no EUA no final do século XIX e início do XX.

Os princípios e técnicas para aumentar a eficiência eram feitos através da racionalização do trabalho (consiste na substituição de métodos empíricos pelos métodos científicos e estabelecer racionalmente qual o método mais eficiente) eliminando os desperdícios e promovendo "a prosperidade dos patrões e dos empregados".

Taylor e seus colegas acreditavam que a prosperidade econômica só seria obtida através da maximização da produtividade dos trabalhadores.

A eficiência só seria possível depois do redesenho do trabalho que era necessário, pois não havia um método. Sem método os trabalhadores poderiam trabalhar de qualquer forma e os administradores dificilmente mensuravam o desempenho.

As técnicas de Taylor

Para colocar em prática o princípio dos métodos de pesquisa Taylor fazia os estudos de tempos e movimentos. Taylor cronometrava os movimentos dos trabalhadores os dividindo nas tarefas que o acompanham, chamando - os de unidade básica de trabalho. Em seguida analisava as unidades básicas procurando encontrar a melhor maneira de executá-las e de combiná-las.

Uma experiência de Taylor demonstra a eficiência acontece através da produtividade e não da maximização dos esforços. A questão não é trabalhar duro, nem depressa, nem bastante, mas trabalhar de forma inteligente.

0 comentários:

Leia também

 

Copyright © De Tudo e Mais Um Pouco! Design by O Pregador | Blogger Theme by Blogger Template de luxo | Powered by Blogger